top of page

Entendendo os procedimentos de desembaraço alfandegário para exportação de cargas

Quando falamos em exportação de cargas, é fundamental entender as regras envolvidas, seja nos processos rodoviário, aéreo ou marítimo, para que não haja quaisquer problemas que possam atrapalhar o processo de desembaraço alfandegário e gerar complicações de todos os tipos, sejam jurídicas, financeiras ou outra.




Por isso, é importante que algumas dicas sejam colocadas em prática para que a remessa seja realizada sem complicações, com uma logística integrada impecável. Mas quais seriam essas dicas? Isso é o que trataremos neste conteúdo, explicando também alguns dos procedimentos necessários para o desembaraço alfandegário.


Confira quais são os pontos que devem ser entendidos e pensados cuidadosamente para que, desta forma, seja possível realizar todos os procedimentos de desembaraço alfandegário.


O QUE É O DESEMBARAÇO ALFANDEGÁRIO E DOCUMENTAÇÃO


Para começar, é importante a explicação sobre o que é o desembaraço alfandegário. Trata-se de uma das partes do processo de entrada, ou mesmo saída, das mercadorias do Brasil.


O desembaraço é a etapa pela qual todos os documentos são checados, confirmando que aquela operação está em conformidade com as leis e regras envolvidas no processo.


A primeira dica, portanto, é prestar atenção em toda a documentação necessária para que o desembaraço seja feito. Os agentes de carga precisam ter controle sobre isso.


Comprovantes de importação, de pagamento do ICMS e de outras taxas, documento de conhecimento de carga, além de declarações de trânsito e de importação, são alguns dos documentos exigidos, assim como o faturamento de carga.


CONHECIMENTO DA CARGA


Outra dica para que a remessa seja feita de maneira segura e respeitando toda a regulamentação é garantir que haja total conhecimento da carga que está sendo exportada.


Desta forma, evitam-se surpresas ou erros no momento de documentar e comprovar todo o processo. Por isso, é fundamental profissionalismo e organização por parte de quem realiza a remessa. Se for necessária a ajuda de empresas especializadas, não se pode perder tempo em procurar um parceiro de alta qualidade.


REQUERIMENTO DE LICENÇAS


Outra dica valiosa, somada ao conhecimento do processo de desembaraço alfandegário, é conhecer as licenças requeridas para tal carga.


Assim, é possível entender se a exportação pode ser realizada, se alguma permissão extra é necessária. Isso garante que o tempo de transporte seja o menor possível, sem ser necessário que a carga fique parada por falta de licença. Não há atrasos e, desta forma, todo o procedimento é rápido e eficiente, permitindo que outras vantagens apareçam, como fretes competitivos.


CLASSIFICAÇÃO DOS PRODUTOS


Por fim, é importante falar sobre a capacidade dos exportadores de fazer uma classificação correta dos produtos. Toda mercadoria precisa receber uma descrição que facilite e permita o trabalho de desembaraço de maneira mais simplificada.


Com todos esses conhecimentos sobre o procedimento de desembaraço alfandegário e com as dicas passadas acima, é muito mais fácil realizar uma remessa com tranquilidade, sem perder a velocidade, a qualidade e a eficiência do processo.


Se você quer ter a melhor logística, com uma coordenação impecável dos processos, trazendo agilidade e eficiência, além de uma enorme capacidade de monitoramento de cada passo, conte com a FS Logistics. Estamos juntos com você para que sua exportação e importação seja a mais segura e completa possível.









26 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page