top of page

A importância do seguro na exportação de cargas: entendendo suas opções e coberturas

Por melhor que seja a empresa e o formato pensado para a exportação de cargas, sempre podem acontecer imprevistos e situações que saem do controle e tornam o processo menos eficiente, desencadeando uma série de problemas.



Portanto, é preciso se prevenir e garantir que a logística integrada não corra riscos ainda maiores, seja por meio rodoviário, aéreo ou marítimo. Uma das maneiras de fazer isso é com a contratação de um seguro para a operação.


Mas por que é tão importante assim ter um seguro? É o que mostraremos a seguir, apontando também algumas opções interessantes para garantir a melhor cobertura.


CONFIANÇA NO PROCESSO E GARANTIA AO CLIENTE


Para começar, ter um seguro é garantir à outra parte envolvida uma segurança maior do processo, o que também influencia no momento de fechar o negócio e garantir uma parceria mais longa e com novas parcerias futuras.


Não é preciso explicar por que isso é tão importante, já que traz maior credibilidade para qualquer empresa da área de transporte de cargas, preocupada em garantir o maior padrão possível de qualidade na logística internacional para envio da remessa.


SEGURANÇA FINANCEIRA


Como dissemos na introdução, alguns acontecimentos podem ser imprevisíveis, não tendo necessariamente a ver com a qualidade da empresa responsável pela exportação de cargas. Por isso, é fundamental para as finanças do negócio ter um seguro.


Afinal, caso algum acidente aconteça, o seguro garante uma menor perda de dinheiro, já que faz com que haja uma cobertura mais completa e diminuindo os custos de reparação. As perdas causadas pelo imprevisto são consideravelmente menores quando há um seguro envolvido.


Assim, fica mais tranquilo realizar uma organização de orçamento, garantindo maiores recursos para investimentos em outras áreas, como tecnologia, gestão etc. Sem falar que permite melhores negociações para fretes competitivos.


TIPOS DE COBERTURA


No mercado de seguros, há alguns tipos diferentes de cobertura, algumas mais completas, outras menos. Por exemplo, podemos falar sobre a cobertura Ampla, que traz proteção contra acidentes, roubo e outras questões.


Basicamente, qualquer tipo de problema com a carga está dentro do contrato de proteção de quem utiliza esta cobertura.


A cobertura básica restrita B já não cobre casos de roubo, mas garante proteção contra os diferentes tipos de acidentes que possam atingir uma carga de exportação.


Por último, ainda podemos citar a cobertura básica restrita C, que protege contra acidentes que atinjam os meios de transporte em si, mas não atuam em roubos, furtos e outros tipos de problemas que possam surgir no trajeto.


Aqui, tratamos dos seguros relacionados às cargas em si. Também há tipos de seguro para os transportadores, ainda que não sejam diretamente relacionadas à proteção das cargas que estão sendo exportadas.


De qualquer forma, com este conteúdo já foi possível entender melhor quais são os seguros para cargas de exportação, além de saber melhor sobre as vantagens existentes em ter este tipo de proteção. Para quem atua na área, ficar sem seguro não é mais uma opção.


Se você quer ter a melhor logística, com uma coordenação impecável dos processos, trazendo agilidade e eficiência, além de uma enorme capacidade de monitoramento de cada passo, conte com a FS Logistics. Estamos juntos com você para que sua exportação e importação seja a mais segura e completa possível.



Comments


bottom of page